PRA VOCÊ IR MAIS LONGE A gente cuida do seu futuro, para caminharmos juntos sempre.

Ourofino Agrociência entra no mercado de controle da ferrugem asiática

A inovação alia três importantes ingredientes ativos que agem tanto na prevenção como no tratamento da doença

O oitavo produto reimaginado exclusivamente para a agricultura tropical do Brasil lançado pela Ourofino Agrociência já está disponível para o mercado. Batizado de Pontual®, a solução da indústria é eficaz contra o principal problema nas lavouras de soja, a ferrugem asiática. Só na safra 2020/21, 377 regiões brasileiras registraram a ocorrência do fungo, de acordo com o Consórcio Antiferrugem. O Rio Grande do Sul foi o estado mais afetado, concentrando 138 registros. O novo produto, o primeiro da empresa voltado para a ferrugem, também atua contra a mancha-parda.

Segundo Lenisson Carvalho, gerente de marketing grandes culturas da empresa, a novidade representa um importante passo para a Ourofino Agrociência, não só pela ampliação de portfólio, mas, em especial, pela entrada em um mercado tão significativo para a sojicultura. O fato deve resultar em maior market share nesse segmento e está atrelado aos planos estratégicos da companhia, que envolve um aumento progressivo do faturamento para chegar em R$ 3,5 bilhões até 2026.

“A ferrugem asiática é uma das preocupações mais latentes entre os produtores de soja, e não só aqui no Brasil. É um problema global que, se não controlado, pode resultar em perdas para o produtor de cerca de 90%”, pontua o especialista, que lista os principais diferenciais presentes na nova solução. “Não é apenas um fungicida igual aos outros que estão disponíveis. É um produto tecnológico inovador, com uma formulação única que alia três importantes ingredientes ativos, azoxistrobina, ciproconazol e clorotalonil, oferecendo fotoproteção, tolerância às chuvas, adesividade e sistemicidade.”

Traduzindo, o Pontual® entrega alta performance no controle e manejo de resistência da ferrugem asiática da soja; mais segurança na aplicação e efeito protetor, preventivo e curativo. Carvalho orienta que cada ingrediente ativo traz um ganho particular para a solução: “O clorotalonil atua como multissítio, protegendo a superfície foliar contra doenças, a azoxistrobina promove o efeito preventivo, impedindo o desenvolvimento do fungo; já o ciproconazol tem ação curativa, penetrando na planta de forma sistêmica, como ferramenta de controle. Ou seja, são ativos complementares e promovem alta eficácia.”

Para o desenvolvimento do fungicida, a empresa investiu durante cinco anos em pesquisas conduzidas por profissionais da área, a maioria com a titularidade de doutores. São alguns dos nomes envolvidos: Edivaldo Velini, Caio Carbonari, Richard Feliciano, Roberto Toledo, Diego Alonso, Flavia Biazotto e Gilberto Velho.

Participaram ainda da concepção e conceituação do Pontual® institutos renomados, como a Unesp de Botucatu (SP); o IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas; Fundação Chapadão; Fundação MT; Fundação ABC; e FAPA (Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária). Ao todo, antes de a indústria chegar à versão final do produto, foram criados 11 protótipos na primeira geração e outros cinco na segunda geração.

O programa de manejo de resistência Focus360, criado pelos especialistas da empresa e por renomados pesquisadores do mercado, também ganha mais robustez com o lançamento da Ourofino Agrociência. Com a iniciativa, que apresenta soluções para um manejo integrado e indicações técnicas, a empresa procura levar aos produtores mais produtividade e rentabilidade. “A entrada do Pontual® enriquece o programa, que passa a contemplar ainda mais tecnologias para os cultivos no Brasil, nesse caso, inicialmente para a soja”, reforça Carvalho.

Para saber mais sobre o propósito de Reimaginar a Agricultura Brasileira, conhecer os produtos reimaginados e os programas desenvolvidos pela companhia

Fonte: ComTexto Comunicação Integrada